Você está em: Homepage  >  Pintura  >  Pinturas da década de 1490  
 
   



Qual a maior obra de Leonardo Da Vinci?

Monalisa
A Santa Ceia
Perspactiva na Pintura
O Homem Vitruviano
Madona das Rochas



 
 

Pinturas da dÉcada de 1490
* Início do período de maturidade artística e científica

No inicio dessa década, Leonardo estava em Milão. Havia terminado de pintar o retrato de Cecilia Gallerani (Dama com Arminho) quando começou então a pintar outros dois retratos, sendo um deles Retrato de Dama, cuja modelo é Beatriz d'Este, este quadro fora pintado com a participação dos irmãos Ambrogio e Evangelista de Predis (que pintaram duas obras do tríptico da Madona das Rochas)[4]; o segundo retrato ficara somente pronto após cinco anos e foi intitulado como La Belle Ferronnière, este seria provavelmente o retrato de Isabella d'Este. Existe uma provavel semelhança entre a modelo deste quadro e a de Mona Lisa.

Datam-se também no começo desse período mais duas obras, a pintura Madona Litta (que supostamente Leonardo teria pintado junto ao seu pupilo Giovanni Antonio Boltraffio) e, o importante desenho Homem Vitruviano, que representa as proporções clássicas do corpo humano de acordo com Marco Vitruvio Polião (daí “Vitruviano” devido a Vitruvio). Em meados da mesma década, Leonardo começa então a pintar o afresco A Última Ceia e a segunda versão de Madona das Rochas intitulada agora de A Virgem das Rochas que, fora concluída somente treze anos depois.

A Última Ceia
A maior e celebre pintura do período de 1490 é A Última Ceia, o tema fora pintado em Milão no refeitório do convento Santa Maria delle Grazie. A pintura representa a última ceia de Jesus com seus discípulos antes de sua captura e morte. Ela mostra especificamente, o momento em que Jesus comunicava aos seus discípulos qual deles que haveria de o trair.

O curioso dessa pintura é a presença da Astrologia[carece de fontes?], Leonardo teria pintado cada discípulo com uma atitude do Zodíaco e, Jesus sentado no centro representa o centro do universo, caracterizando as qualidades de todos os doze signos. Da direita para a esquerda os discípulos representam[carece de fontes?] os seguintes signos:

O apóstolo Simão (o Zelote) representa Áries, Judas Tadeu / Touro, Mateus / Gêmeos, Filipe / Câncer, Tiago (o Maior) / Leão, Tomé / Virgem, João / Libra, Judas / Escorpião, Pedro / Sagitário, André / Capricórnio, Tiago (o Menor) / Aquário e Bartolomeu / Peixes.

A técnica experimentada por Leonardo não foi muito bem sucedida (óleo, tempera e técnica mista sobre parede), e a pintura apresentou deteriorações antes de concluída.

fonte: Wikipédia/2008                                                                                                             :: topo